20 julho 2017

Manual das tattoos #1 || Tudo o que você precisa saber antes de fazer uma


Eu sou, definitivamente, apaixonada por tatuagens. Ainda não tenho nenhuma, mas acho que vou fazer uma muito em breve, e a o longo prazo, pretendo me tornar um gibi ambulante hahaha. Entretanto, não podemos sair marcando nosso curpo loucamente, sem considerar alguns pontos relevantes antes.Neste quadro novo do blog, vou falar tudo sobre tatuagens, começando pelos passos prévios à tattoo.

1.Eu devo fazer uma tatuagem?

  • Você tem mais de dezoito anos? Caso a resposta seja não, tem a autorição de algum responsável?;
  • Seu trabalho permite tatuagens?;
  • Caso seja portador de alguma doença que possa dificultar ou impedir a cicatrização (como diabetes), seu médico autorizou o procedimento?;
  • Está disposto a receber possíveis olhares e comentários maldosos?;
  • Está ciente de que vai sentir dor?;
  • Uma tatuagem é, basicamente, para sempre - a não ser que você faça sessões extremamente dolorosas de laser, que, muitas vezes, não tiram a marca totalmente. Tem certeza de quer fazê-la mesmo assim?
Se a resposta de todas as perguntas tiverem sido sim, vamos ao próximo passo.

2. O que tatuar?

  • Tenha certeza de tatuar algo que seja visualmente bonito para você e/ou tenha algum significado para você;
  • Mesmo que você tatue algo simplesmente pela estética, procure o significado antes, para garantir que não tem nenhuma mensagem que possa te prejudicar. Por exemplo, a tatuagem de Coringa faz referência ao artigo 157 do Código Penal (assalto à mão armada) - o que não significa que todo mundo que tenha um em seu corpo seja criminoso, necessariamente;
  • Pesquise e pense bastante antes de qualquer coisa. Mesmo que você queira que sua arte seja totalmente exclusiva, é bom levar algumas referências ao tatuador. Um site muito interessante para encontrar desenhos incríveis é o Pinterest. Inclusive, eu tenho uma pasta só de tattoos (clique aqui para conferir).

3. Que parte do corpo tatuar?

  • Primeiramente, é nescessário lembrar que vai doer: em alguns lugares, intensamente; Em outros, vai ser apenas um incômodo. Para a primeira, o ideal é escolher algum lugar menos sensível:
Tattoo Pain Chart
 É importante lembrar que a dor é muito relativa, variando de pessoa pra pessoa.

  • Caso seu trabalho não permita tatuagens visíveis, tenha certeza de que o seu desenho ficará coberto independentemente da roupa;
  • Lembre-se do seu estilo: você é uma pessoa mais discreta ou mais ousada? Leve isso como um ponto importante na hora de optar por fazer a arte na sola do seu pé ou no meio da sua testa.

4. Com quem devo me tatuar?

  • Procure um estúdio de confiança, com boas condições de higiene, um artista com um portfólio bacana e que se enquadrem no seu estilo.

5. Corro algum risco ao me tatuar?

  •  Como qualquer outra coisa no mundo, ao se tatuar, você está exposto a alguns riscos, como infecções, alergias, e, em casos mais graves, a contração de diversas doenças. Por isso, é importante ter certeza da segurança higiênica do local e dos materiais utilizados antes de sair fazendo tatuagens na louca.
Tendo tudo isso respondido, é só pesquisar, pensar bem sobre o assunto e colocar a mão na massa... Ou melhor: as agulhas na pele!
xx, Giu.

18 julho 2017

Assisti e amei: indicações de filmes || #1

Se tem uma coisa que eu amo fazer nessa vida é assistir a filmes. Nos últimos tempos, especialmente agora, que estou de férias, tenho visto vários, então decidi criar esse quadro, "Assisti e amei", onde eu indicarei os meus preferidos. Pra começar, selecionei cinco deles, tentando escolher de gêneros diferentes, para o agrado de todos. Espero que gostem ♥.

1. 20 anos + jovem (2013)
Esse romance é ideal para aqueles que, assim como eu, são apaixonados pela língua francesa, já que é a linguagem do filme. Ele conta a história de editora de moda Alice (Virginie Efira), que está sentindo a idade começar a bater em sua porta. Entretanto, quando ela é fotografada com um garoto mais jovem que conheceu em um voo, Balthazar (Pierre Niney), começa a atingir o sucesso profissional, levando-a a "investir" no rapaz. Gênero: Romance.

 2. A noiva do Diabo (2016)
Em tempos onde mulheres responsáveis pela cura de pessoas através das chamadas "magias", muitras foram as acusadas de bruxaria e magia negra. Em "A noiva do Diabo", Anna Eriksdotter (Tuulia Eloranta) vê este fato como uma oportunidade, acusando Rakel Larsdotter (Elin Petersdottir), que era sua amiga, de bruxaria, para poder ficar com seu marido. Além de uma história incrível, o cenário é maravilhoso! Gênero: Drama / Romance histórico.

 3. A praia (2000)
Richard (Leonardo DiCaprio) é um jovem viajante que, durante sua passagem por Bangkok, conhece um homem chamado Daffy (Robert Carlyle), o qual conta a respeito de uma ilha paradisíaca e lhe entrega um mapa pouco antes de se suicidar. Curioso, Richard chama Françoise (Virginie Ledoyen) e Étienne (Guillaume Canet), um casal hospedado no mesmo hotel que o rapaz, para tentar encontrar a tal ilha. Gênero: Thriller.

4. Os Suspeitos (2013)
Era um dia feliz na família de Keller Dover (Hugh Jackman) e na de seu vizinho, Franklink Birch (Terrence Howard). Era, até suas filhas, de seis anos, simplesmente desaparecerem. Eu simplesmente amei esse filme com todas as minhas forças, ainda mais por ter um dos atores que eu mais amo nessa vida, Jake Gyllenhaal (♥), como o Detetive Loki. Gênero: Drama / Policial.

5. Regressão (2017)

Angela Gray (Emma Watson) acusa seu pai de ter abusado sexualmente dela. Sem lembrar de nada, ele assume a culpa, mas uma equipe de psicólogo, policiais e até mesmo o Padre começam a investigar e descobrir que o caso todo é bem mais estranho e confuso do que um abuso. Gênero: Thriller / Mistério.

Já viram algum desses filmes? Quero saber!
xx, Giu.

16 julho 2017

10 coisas (loucuras) para fazer antes de morrer


Julho é o mês do Rock. Pensando nisso, decidi juntar diversas atitudes "Rock N' Roll" que eu desejo realizar ao longo da minha vida, já que quase todas elas exigem uma dose de atitude, rebeldia e/ou loucura. Espero que gostem ♥.
  • 1. Raspar o cabelo (ou, pelo menos, uma parte dele);
  • 2. Pular de paraquedas;
  • 3. Mochilão (só não sei o destino hahaha);
  • 4. Gravar uma música no estúdio;
  • 5. Fazer um show;
  • 6. Pintar meu cabelo inteiro de uma cor exótica (eu já pintei antes, mas sempre deixava uns dedinhos entre a raiz e o comprimento, então não conta);
  • 7. Ter um trabalho voluntário (essa não é exatamente uma loucura);
  • 8. Acampar a céu aberto;
  • 9. Cantar num Karokê-bar;
  • 10. Participar da produção de um filme.
E vocês, têm algumas loucurinhas que querem fazer durante a vida? 
xx, Giu.